Crismandos abrem maio em encontro com Nossa Senhora

Primeiro de maio, feriadão, dia de sair com a família, praia ou até mesmo descansar, né? Não! Essa foi a resposta de 150 crismandos da nossa paróquia que viveram o retiro mariano, na última segunda, no Instituto Nossa Senhora das Dores, em Braz de Pina. Um pouco antes das sete da manhã todos já se encontravam na porta da igreja para se encaminharem até a escola onde seria o tão esperado retiro. Carros de familiares e um ônibus levaram todos até o local que já contava com muitos catequistas para recepciona-los logo no portão principal. As oito horas os jovens já estavam tomando café da manhã, mas antes disso já era possível notar a animação entre eles com a tradicional foto da turma, juntamente com seus respectivos catequistas.
Uma hora depois todos subiram até a capela do instituto, local onde seria aconteceria as pregações da maior parte do
dia. O retiro foi aberto com o inicio do santo terço, rezado pelo catequista Pedro da turma vinho, que logo passou o microfone para outro catequista , Yuri da turma rosa. O ex-crismando rezou juntamente com todos os crismandos o primeiro mistério e pregou sobre a anunciação do anjo contando um pouco do seu testemunho de vida. A segunda pregação do dia veio das mãos, ou melhor, da boca, da catequista Jéssica que pertence a turma amarela e contou um pouco sobre a visitação de Nossa Senhora a Santa Isabel, rezando o segundo mistério. Após isso, pausa para o lanche, onde era possível notar a ansiedade de muitos pela continuação, que veio com o cantor do ministério de música Eluzai, Vinícius, rezando o terceiro mistério e falando sobre o nascimento de Jesus e da importância da
virgem Maria na vida dele. A penúltima pregação da manhã veio através da Paula, catequista da turma azul, que fez uma dinâmica com os jovens, pedindo que eles colocassem seus pedidos numa folha de papel que a mesma levaria para o terço de nossa paróquia. Paula falou para eles sobre apresentação de Jesus ao templo e terminou rezando o quarto mistério. Para fechar com chave de ouro a primeira parte do dia e encerrar o santo terço nada melhor que o testemunho de Deise, catequista da turma amarela, que emocionou a todos ao mostrar o que passou e o quanto Maria a ajudou intercedendo por sua vida e pela de sua filha.
Encerrada a parte da manhã, todos foram almoçar, onde era fácil notar a intimidade entre eles. Risadas, brincadeiras, fotos e orações não faltaram, mal sabiam eles o que estava por vir. Subindo de volta a capela, rezaram o terço da misericórdia e receberam um testemunho impactante de vida, vindo atráves do pregador Person Cipolla, que contou de forma descontraída, arrancando risada de muitos jovens, tudo o que passou, a importância de Maria em sua vida desde o ventre de sua mãe até hoje com sua esposa. O momento com o Person continuou em um vídeo, que emocionou muitos dos crismandos. As imagens mostravam alguns momentos de cristo que não podemos revelar, assim como a vivência final, mas o dia se encerrou com uma música que dizia: ” Ó mãe, levanta-me do chão, acolhe-me em teus braços e intercede pelas lutas do meu coração, Ó mãe, carrega-me em teu colo, educa-me como educaste o cristo, pra que eu possa entender e o calvário me ensinará a viver” e foi como ela que muitos jovens saíram dali perto das seis da tarde, renovados, levantados do chão por Nossa Senhora e aprendendo a viver com seu deserto de cada dia.

« 1 de 2 »

Por: João Rebello